Morangos sem Açúcar: (15) As bases físicas e mentais do Sucesso, parte III: Poder Interior

Ouvir em Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts ou Anchor

Olá e bem-vindos ao meu podcast e blog “Morangos sem Açúcar”, uma série sobre desenvolvimento pessoal, corpo, mente e bem-estar – pessoal e do planeta em que vivemos. O meu nome é Karlos K e gostaria imenso de ouvir a SUA opinião, comentários e experiências pessoais, através do email karlosk.books@gmail.com, no Instagram ou Facebook @karlosk.escritor ou no site www.karlosk.com/contacto.  

Terminamos hoje a trilogia sobre as bases físicas e mentais do sucesso pessoal e profissional: A capacidade e vontade de converter conhecimento em ação através de crescimento pessoal permite Exercer Poder (episódio 13). A passagem de poder potencial para poder real que permite influenciar os outros e ter sucesso exige também Presença corporal e gestual para Projetar Poder (episódio 14). Por fim, para sustentar ambas, precisamos de um elevado nível de autoconhecimento e autoafirmação para desenvolver efetivo Poder Interior. É o que exploramos no episódio de hoje.

Nos dois episódios anteriores falamos sobre Exercer Poder (crescimento pessoal) e Projetar Poder (presença). São voltados para o exterior: adquirir competências, agir sobre a realidade para a influenciar e projetar poder para influenciar outros. Ambos são a face visível do iceberg do sucesso e poder. Mas a sustentar tudo isso, todas as nossas ações quotidianas, está a gigantesca parte submersa desse iceberg: os nossos valores, crenças e aquilo que nos faz vibrar.

A maior parte das pessoas passa a sua vida apenas com uma visão difusa desses valores profundos, lutando com atos e palavras, mas sem tirar partido desta enorme fonte de força e confiança. Por isso, o terceiro pilar do Sucesso é a Auto-afirmação, tanto numa vertente de auto-conhecimento como de Auto-proteção.

Auto-afirmação é muitas vezes confundida com truques baratos de auto-ajuda, do tipo olhar-se no espelho de manhã e repetir “sou o maior” ou “hoje vou ganhar”. Estas afirmações são superficiais e raramente resultam – pelo contrário, quanto mais nos tentamos auto-convencer disto ou daquilo, forçando a mente, mais os pensamentos seguem em sentido contrário, caindo numa espiral de ilusão e critica.

Auto-afirmação é um exercício consciente e honesto de conhecimento pessoal, de descobrir o que nos faz vibrar, os nossos valores e ideias fundamentais, a essência da ideia do Eu. Esta auto analise e perceção do que nos faz vibrar, daquilo q nos mexe e aquilo q nos perturba ou bloqueia, permite criar auto-conhecimento e lidar mais facilmente com essas emoções, perceber quando e porque aparecem. Auto-conhecimento é a melhor forma de encontrar formas de crescimento pessoal e de projetar poder de forma autêntica.

Neste sentido, a auto-afirmação não é uma forma de tentar convencer-me a fazer bem o que não quero, mas a escolher o que quero fazer bem. Travar lutas com significado pessoal, que nos levam a estar crescer e presentes – ou seja, sustentam os outros dois pilares do sucesso e poder. Esta auto-afirmação ajuda-nos a descobrir o Poder Interior.

Há alguns exercícios que podemos fazer neste processo de descoberta: Quais as 3 palavras que melhor a definem enquanto pessoa? Em que situações esteve mais feliz ou teve o melhor desempenho? Em que situações do quotidiano se sente a agir de forma natural, com presença? Quais são as suas principais forças e fraquezas e como as pode explorar? Quais são os seus valores fundamentais – família, trabalho, amigos, conhecimento, criatividade, desporto, religião, ajudar outros…

Conhecer os nossos valores base pode ajudar de formas muito pragmáticas. Antes de entrar numa situação desafiante ou um dia difícil, visualize os seus valores profundos. Não é pensar sobre eles, mas sentir – sentir a razão pela qual faz o que faz e enfrenta as dificuldades. Podemos reduzir a ansiedade se reafirmarmos para nós próprios quais os valores e princípios imutáveis no meio das tempestades diárias. Quando nos sentimos seguros, quando temos estas raízes imutáveis que nos definem, estamos mais à vontade para enfrentar os vendavais com confiança e força.

Portanto, a primeira vertente da auto-afirmação é o auto-conhecimento.

A segunda vertente é auto-proteção, ou seja, preservar o nosso espaço pessoal e os nossos valores (descanso, diversão, saúde, família, amigos, desporto, meditação), evitando burn-out e ansiedade. Só assim podemos manter de forma duradoura um verdadeiro Poder Interior (para mim próprio).

Auto-proteção exige disciplina e confiança, para abandonar o teatro quando já não estamos a desempenhar o nosso papel em vez de ficar a tentar aparecer como figurantes. Prescindir do face time vazio para privilegiar estar presente quando for o meu show time. Isto exige muito auto-conhecimento, sabendo quando é altura de estar a 110% e quando é altura de saltar fora.

Do less to do more (menos esforço, mais impacto). Uma história engraçada sobre uma falha elétrica numa central de alta tensão que abastece uma grande cidade ou uma fábrica. Os engenheiros e equipas de manutenção tentam resolver o problema durante várias horas, sem sucesso. Então, chamam um especialista que analisa a situação, estuda os planos e ao fim de 10 minutos aperta um parafuso… e a eletricidade volta. Agradecido, o chefe da central pergunta o preço, ao que o especialista responde, 10.000 euros. O chefe, escandalizado, comenta, “mas isso é um exagero, esteve aqui menos de 10 minutos! Vai ter que me apresentar uma explicação desagregada e detalhada do preço”. O especialista pega num caderno, escreve e entrega ao chefe da central uma folha com a explicação: “apertar o parafuso, 1 euro. Saber qual o parafuso apertar, 9.999 euros”.

A verdade é que ninguém valoriza os braços, os executantes. Por isso, é importante encontrar as áreas que posso ser reconhecido como líder, competente, especialista e procurar em algumas coisas atingir um verdadeiro efeito “uau”, surpreender com ideia diferente, ir para além das expectativas.  

Mas não preciso de ser o melhor em tudo, surpreender sempre, estar sempre a 110% – é importante evitar burn out que reduz criatividade, energia e motivação. Escolher as batalhas certas e, nessas, surpreender. Nas outras, ser apenas competente basta.

É importante não fazer erros ou ter falhas em áreas relevantes, mas o que faz a diferença não é ser “safe pair of hands”, mas sim surpreender. Em vez de ficar sempre em 2º lugar, apostar em ficar em 1º numa corrida mesmo que isso exija desistir da outra. Para estar Presente e dar o máximo nos momentos de desafio, também tenho que estar Presente e aproveitar de forma consciente os momentos de descanso. Sucesso e bom descanso!

Podem-me enviar sugestões de pessoas para entrevistar para karlosk.books@gmail.com ou no site www.karlosk.com/contacto

Este blog e podcast é uma experiência pessoal de descoberta. Quem quiser, é bem-vindo a juntar-se. Não esqueça de subscrever o blog e o podcast e recomendar a amigas e amigos. Podem ver mais informação sobre mim e as minhas publicações no site www.karlosk.com, subscrever o blog e ver o link para o podcast nas várias plataformas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: